Conselho Regional de Química XII Região

Com o tema de QuA�mica e Alimentos, a SBQ estA? preparando uma grande atividade voltada a estudantes do ensino Fundamental e MA�dio na 39A? ReuniA?o Anual, que serA? realizada em GoiA?nia de 30 de maio a 2 de junho.

Trata-se de uma mostra interativa que terA? trA?s partes. Enquanto alguns alunos estarA?o “botando a mA?o na massa” em experimentos, outros estarA?o construindo molA�culas a partir de modelos feitos com garrafas de PET. AlA�m disso, haverA? uma mostra de painA�is com curiosidades sobre a QuA�mica dos alimentos. A atividade A� coordenada pelos professores MA?rlon Soares, da UFG, e Alfredo Luis Mateus, do ColA�gio TA�cnico da UFMG, ambos especializados em ensino de quA�mica e divulgaA�A?o cientA�fica. “Acreditamos que atividades experimentais sA?o uma A?tima ferramenta de divulgaA�A?o cientA�fica, porque aproxima de fato o estudante da QuA�mica”, explica MA?rlon. “Esperamos receber perto de mil alunos nos trA?s dias do evento”, conta Alfredo.

Segundo o professor da UFMG, o tema dos experimentos acompanha o tema da Semana Nacional de CiA?ncia e Tecnologia: “CiA?ncia alimentando o Brasil”. “NA?o A� possA�vel pensarmos em ciA?ncia e alimentos sem considerarmos a QuA�mica”, explica Alfredo. “Vamos falar sobre os fenA?menos que ocorrem quando cozinhamos ou como A� possA�vel identificar certos componentes dos alimentos.”

Os experimentos sA?o concebidos para que os alunos a�� estudantes da rede pA?blica de GoiA?s a�� participem ativamente e nA?o apenas observem. Um dos experimentos A� o da “tatuagem na banana”, em que os alunos farA?o desenhos em cascas de banana. “A casca da banana A� amarela. Mas quando amassada ou furada fica marrom, devido a uma reaA�A?o entre o oxigA?nio do ar com compostos que ficam dentro da casca. A experiA?ncia consiste em colocarmos um papel com um desenho sobre a casca e fazermos pequenos furos no papel (e na casca) em cima do desenho”, conta Alfredo.

Esse tipo de atividade nA?o A� novidade, mas tem se mostrado eficiente em ocasiA�es anteriores. Na ReuniA?o Anual de 2015, em A?guas de LindA?ia (SP), o tema foi a QuA�mica e a Luz, e a plateia foi grande, com cerca de 500 estudantes da rede pA?blica local. O professor MA?rlon, que coordena o LaboratA?rio de EducaA�A?o QuA�mica e Atividades LA?dicas da UFG, tem realizado, desde 2008, visitas A�s escolas da regiA?o metropolitana de GoiA?nia para realizar experimentos. “O laboratA?rio reA?ne cerca de 20 alunos de pA?s e 20 de iniciaA�A?o cientA�fica. Nos A?ltimos anos devemos ter chegado a cerca de 60 escolas na regiA?o. Os experimentos sempre fazem sucesso, porque buscamos utilizar reaA�A�es de impacto visual, seja pela mudanA�a de cores, formaA�A?o de gases ou outras transformaA�A�es”, conta.

A inserA�A?o de experimentos no ensino de QuA�mica A� uma preocupaA�A?o de Alfredo hA? muitos anos. Ele A� o coordenador do projeto pontociA?ncia, um portal colaborativo na Internet em que professores trocam ideias de atividades e experimentos. Junto da A?rea onde serA?o feitos os experimentos, haverA? um espaA�o para a construA�A?o de molA�culas, a partir de modelos em garrafa PET. “Vamos utilizar molA�culas que sejam de alguma forma conhecidas pelos alunos, como adrenalina, cafeA�na, aspirina e outras”, destaca Alfredo.

Alunos da graduaA�A?o em QuA�mica da UFG estA?o sendo preparados para fazer a monitoria dessas atividades, que terA?o sessA�es de manhA? e A� tarde, nos trA?s dias.

Para saber mais:
PA?gina do LaboratA?rio de EducaA�A?o QuA�mica e Atividades LA?dicas da UFG
PA?gina do projeto pontociA?ncia

Fonte: Mario Henrique Viana, assessor de imprensa da SBQ.