Conselho Regional de Química XII Região

O governo federal lanA�ou, no dia 2, edital que prevA? R$ 65 milhA�es em recursos para pesquisas que contribuam na prevenA�A?o, no diagnA?stico e no tratamento de infecA�A�es causadas pelo vA�rus Zika e doenA�as correlacionadas. Do montante, R$ 20 milhA�es sA?o parte do orA�amento do MinistA�rio da SaA?de, R$ 30 milhA�es do MinistA�rio da CiA?ncia, Tecnologia e InovaA�A?o e R$ 15 milhA�es do MinistA�rio da EducaA�A?o. Os recursos fazem parte de aA�A�es do Eixo de Desenvolvimento TecnolA?gico, EducaA�A?o e Pesquisa do Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes aegypti e A� Microcefalia, lanA�ado em dezembro do ano passado.

Os pesquisadores interessados em participar do edital devem encaminhar os projetos pelo site do CNPq, juntamente com o FormulA?rio de Propostas online, disponA�vel na Plataforma Carlos Chagas. O CNPq destaca que estA? chamada tem carA?ter emergencial, jA? que os pesquisadores estA?o tendo dificuldades financeiras para dar continuidade a investigaA�A�es cientA�ficas de impacto social.

O projeto deve estar inserido dentro de uma das nove linhas temA?ticas de pesquisas relacionadas ao Zika: desenvolvimento de novas tecnologias diagnA?sticas; desenvolvimento e avaliaA�A?o de repelentes e de imunobiolA?gicos; inovaA�A?o em gestA?o de serviA�os em saA?de; imunologia e virologia; epidemiologia e vigilA?ncia em saA?de; estratA�gias para controle de vetores; desenvolvimento de tecnologias sociais; inovaA�A?o em educaA�A?o ambiental e sanitA?ria; e fisiopatologia e clA�nica.

Os estudos devem ser concluA�dos dentro do prazo de 48 meses. As propostas vA?o passar por quatro etapas de anA?lises por especialistas e consultores do Capes, do CNPq, do departamento de CiA?ncia e Tecnologia e da Secretaria de VigilA?ncia em SaA?de.

Os resultados e a contrataA�A?o das pesquisas estA?o previstos para o inA�cio do segundo semestre deste ano. Os projetos vA?o ser financiados dentro de trA?s faixas de recursos: atA� R$ 500 mil; de R$ 500 mil a R$ 1,5 milhA?o; e de R$ 1,5 milhA?o a R$ 2,5 milhA�es.

O ministro da SaA?de, Ricardo Barros, destacou que o edital tem como objetivo encontrar mecanismos de controle e combate ao vA�rus Zika. “Nossa prioridade absoluta A� combater o mosquito”, disse, ao se referir ao Aedes aegypti. JA? o ministro da CiA?ncia, Tecnologia e InformaA�A?o, Gilberto Kassab, classificou a chamada pA?blica como uma parceria entre o governo federal e a comunidade cientA�fica. “A� uma oportunidade de renovar esforA�os”, concluiu.

Fonte: AgA?ncia Brasil.