Conselho Regional de Química XII Região

O Instituto Butantan e o MinistA�rio da SaA?de dos Estados Unidos fecharam parceria para o desenvolvimento de uma vacina contra o vA�rus Zika. A informaA�A?o foi divulgada na segunda-feira, 27, pelo A?rgA?o ligado A� Secretaria de SaA?de do estado de SA?o Paulo. O vA�rus Zika A� um dos causadores de microcefalia e de lesA�es cerebrais fetais graves.

A instituiA�A?o brasileira receberA? investimento de US$ 3 milhA�es da Biomedical Advanced Research and Development Authority (Barda) a�� Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa em Biomedicina AvanA�ada a��, A?rgA?o do MinistA�rio da SaA?de dos Estados Unidos, para as pesquisas de uma vacina de Zika com vA�rus inativado. O repasse financeiro se darA? por meio de acordo entre a Barda e a OrganizaA�A?o Mundial da SaA?de (OMS) para a expansA?o da capacidade de pesquisa e produA�A?o de vacinas no Brasil.

Segundo o instituto, os recursos serA?o investidos em equipamentos e insumos para o desenvolvimento da vacina contra a doenA�a. O acordo tambA�m prevA? cooperaA�A?o tA�cnica entre os especialistas em vacinas da Barda e os pesquisadores do Butantan.

a�?O Butantan jA? vem trabalhando no desenvolvimento de uma vacina de vA�rus inativado. Esse tipo de vacina tem desenvolvimento cientA�fico e tecnolA?gico mais rA?pidos e, por usar vA�rus nA?o infectante, tem aprovaA�A?o pelos A?rgA?os reguladores, como a Anvisa [AgA?ncia Nacional de VigilA?ncia SanitA?ria], facilitadaa�?, disse, em nota, o diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil.

Atualmente, a instituiA�A?o estA? no estA?gio de imunizaA�A?o do vA�rus inativado em roedores. Nos A?ltimos meses, os pesquisadores do instituto trabalharam no processo de cultura, purificaA�A?o e inativaA�A?o do vA�rus em laboratA?rio, informou o Butantan.

A expectativa do Instituto Butantan A� que a vacina possa estar disponA�vel para os primeiros testes em humanos no primeiro semestre de 2017. a�?O investimento reconhece a excelA?ncia do Instituto Butantan na pesquisa e produA�A?o de novos imunobiolA?gicos. A parceria permitirA? que a instituiA�A?o prossiga na produA�A?o de uma vacina contra o Zika vA�rus, contribuindo para o avanA�o das pesquisas cientA�ficas no paA�sa�?, afirmou Kalil.

Microcefalia
Na quarta-feira (22), o MinistA�rio da SaA?de informou que 1.616 casos de microcefalia foram registrados de outubro do ano passado atA� o dia 18 de junho.

Segundo a pasta, hA? 3.007 bebA?s com suspeita de malformaA�A�es que ainda nA?o tiveram os exames concluA�dos para diagnA?stico preciso. SA?o 40 casos a menos sem diagnA?stico conclusivo, considerando os dados do boletim anterior.

Dos casos confirmados, 233 tiveram exames laboratoriais comprovando que foram causados pelo vA�rus Zika. Entretanto, para o MinistA�rio da SaA?de, esse nA?mero nA?o reflete a realidade. Para a pasta, a maior parte dos casos confirmados foi causada pelo Zika, mas, por dificuldades de diagnosticar a doenA�a, a situaA�A?o nA?o foi comprovada em laboratA?rio.

Fonte: AgA?ncia Brasil.